• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Primeiro texto da língua portuguesa: Cantiga da Ribeirinha

    Em um blog que a maior parte do assunto é poesia eu não poderia deixar de citar a "cantiga da ribeirinha". Essa cantiga é considerado nada mais do que o primeiro texto em língua portuguesa de que se tem registro. Sendo composta provavelmente em 1198, por Paio Soares de Taveirós, e recebeu esse nome por ter sito dedicada à Dona Maria Pais Ribeiro, amante de Dom Sancho I, apelidada de Ribeirinha. os versos desse poema retratam, exatamente, o amor platônico.

    No mundo non me sei parelha,
    Mentre me for como me vai,
    Cá já moiro por vós, e - ai!
    Mia senhor branca e vermelha.
    Queredes que vos retraia
    Quando vos eu vi em saia!
    Mau dia me levantei,
    Que vos enton non vi fea!

    E, mia senhor, desd'aquel'di, ai!
    Me foi a mi mui mal,
    E vós, filha de don Paai
    Moniz, e bem vos semelha
    D'haver eu por vós guarvaia,
    Pois eu, mia senhor, d'alfaia
    Nunca de vós houve nem hei
    Valia d'ua correa.

    Tradução para os dias de hoje:

    No mundo não conheço outro como eu,
    enquanto me acontecer como me acontece:
    porque já morro por vós, e ai!,
    minha senhora branca e vermelha,
    quereis que vos censure
    quando vos eu vi em saia? (em corpo bem feito)
    Mau dia me levantei
    que vos então não vi feia!

    E, minha senhora, desde então,
    passei muitos maus dias, ai!
    E vós, filha de D. Paio
    Moniz, parece-vos bem
    ter eu de vós uma garvaia? (manto)
    Pois eu, minha senhora, de presente
    nunca de vós tive nem tenho
    nem a mais pequenina coisa.
    Comentários
    4 Comentários

    4 Comentários:

    1. This is beautiful, so inspiring! :)

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. thank you, it really is a very beautiful poem.

        Excluir
    2. Oie Lindona.
      Nossa que bacana você trazer para cá o primeiro texto em língua portuguesa =).
      Não conhecia e adorei ler.
      Super beijo minha linda.
      http://sabrinaikeda.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Eu não conhecia esse texto, mas depois de pesquisar um pouquinho o encontrei e achei muito interessante, e se tratando de um poema eu tinha que ter ele aqui no blog rsrrs.
        Beijos <3

        Excluir



     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO