• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Meu primeiro Vlog | Treino da fé | Corrida de rua

    Na sexta-feria santa rolou o treino da fé que é uma corrida de rua que vai de Perus até Pirapora do bom Jesus, como eu sou a pessoa mais atrasada do mundo, só agora postei o vídeo.
    O treino passa por 4 cidades, e eu acompanhei meu marido e a equipe dele nesse treino, aproveitei e gravei esse Vlog muito bacana, venham conferir, e não deixem de conhecer meu canal lá no YouTube.
    Confiram também o vídeo que meu marido fez lá no canal dele, a perspectiva dele como corredor, porque eu mal saí do carro de apoio hahah.




    Como vejo o mundo agora está no YouTube

    Oláaaaaaaaaa meus amores, tudo bem?

    Andei meio sumida aqui do blog (denovo), é uma história meio complicada, eu tive alguns momentos de altos e baixos, algumas crises, mas o que importa é que eu estou bem.
    Não irei mais prometer ter uma constância aqui no blog porque não tenho como garantir que terei, porém estou com um projeto no youtube e no momento ele vai muito bem, então hoje vim aqui convidar vocês a conhecer o meu canal no YouTube COMO VEJO O MUNDO.
    Eu comecei ele com o nome de Escritora Ramos, e a princípio a ideia era falar do meu trabalho como autora e dar dicas para quem está começando, porém, isso não sou eu, o que eu sou vai um pouco além disso, eu sou o que esse blog é, ele vive se reconstruindo e eu sou uma pessoa que se reconstrói sempre, por mais triste e deprimida que esteja, eu sempre me reconstruo e tudo fica bem, então decidi dar o nome desse blog ao canal, no vídeo abaixo eu explico um pouquinho sobre essa mudança, então se inscrevem, deem like e acompanhem o canal, como eu disse não prometo constância, mas prometo conteúdos interessantes e divertidos, sejam todos bem vindos ao novo COMO VEJO O MUNDO. 


    Playlist da Semana: Lily Allen








    Desafio 12 meses literários - Janeiro literatura nacional: O Cortiço - Aluísio Azevedo

    Olá, leitores!

    Eu terminei de ler o primeiro livro do desafio 12 meses literários e hoje trago para vocês a resenha de uma das maiores obras naturalistas da literatura brasileira!
    Título: O Cortiço

    Autor: Aluísio de Azevedo
    Editora: Ciranda cultural
    Ano: 1890


    Sinopse: Há várias razões pelas quais a leitura de O Cortiço é indispensável. Ele foi publicado em 1890, e é um romance com características do movimento naturalista. é uma das obras mais importantes desse movimento, pois denuncia que, diante de um ambientedegradado, as pessoas ás vezes comportam-se como animais.

    Isso é mostrado por meio do ambiente no qual o romance se passa: um cortiço, onde pessoas vivem aglomeradas, e também por meio das ações de seus personagens, como o caso trágico de piedade, portuguesa esposa de jerônimo, que se entregou ao álcool após perder seu marido para Rita baiana, mulata sensual que “fisga” o português ambicioso, dono do cortiço, que enriquece conforme seu estabelecimento cresce e se enche de moradores.

    Esse divertido enredo denuncia também os problemas sociais existentes no século XXI (muitos deles ainda existentes no século XXI), como pobreza, adultério, corrupção, formação de moradias em lugares inapropriados, e apresenta a maneira como as pessoas desses conglomerados viviam, explorados por alguém (no caso, por João Romão) que enriquece a custa das necessidades dos mais pobres. Além disso, trata de tabus da sociedade, como homossexualidade, alcoolismo e prostituição.


    Resenha: João Romão é um português avarento e muito ambicioso, com muito esforço ele torna-se proprietário de uma venda no subúrbio do Rio de Janeiro, após passar por inúmeras privações econômicas a sua ganância por enriquecer possibilitou a compra de muitas terras ao redor de sua venda, na qual ele iniciou as construções onde futuramente surgiria um dos principais cortiços da sociedade carioca, o cortiço de São Romão.
    Logo o cortiço se tornou tão grande que já habitava grande parte da população local. Lavadeiras, britadores, engomadeiras e muitas outras classes trabalhadoras começaram a criar uma identidade cultural própria. O cortiço mostra a preocupação em denuciar as condições precárias e inumanas dos cortiços daquela época. O autor retrata os personagens em seu aspecto mais primitivo, conseguimos perceber um ar animalesco que as torna parte de um aspecto incivilizado.
    Eu adoro livros que tenham muitos personagens e ainda mais quando eles tem suas personalidades tão marcantes, o livro é narrado em terceira pessoa e ainda assim podemos entrar na mente dos personagens e saber o que eles pensam. A leitura é tão leve e tão fácil que você se sente ali, dentro daquele cortiço, vivendo os conflitos de seus morados e suas realizações.
    Apesar da linguagem ser rebuscada ela traz em si alguns costumes linguísticos usados na época pela população carioca, o que contribui para o quadro da narrativa e acentua o dia a dia dos moradores.
    A obra se torna dinâmica quando os conflitos começam a surgir desencadeados pelas ações inesperadas de cada personagem.
    Essa obra é marcada pelo determinismo e segundo essa filosofia todos os fatos são ecplicados por causalidade, ou seja, por motivos de crenças ou influências, o homem é produto do meio em que vive, entendemos aqui a relação que direciona a doutrina determinista, toda pessoa que se fixa no cortiço está fadado a viver uma condição imutável de miséria e desumanidade. 
    Essa é uma das obras precursoras da literatura naturalista brasileira, obra máxima de Aluísio de Azevedo, ela reflete com muita frieza o infortúnio de uma população que é castigada pela sua herança social.
    Já leu "O cortiço"? deixe ai seu comentário sobre essa obra.

    7 motivos para assistir "Unbreakable Kimmy Schmidt"

    Imagem relacionada

    Essa série salvou o final do meu 2017, eu maratonei ela todinha na última semana de dezembro, depois viajei para Minas Gerais para o a virada de ano e estava me preparando para criar esse post, porque essa série é demais e eu precisava me concentrar para escrever e explicar sobre ela, estão preparados? então vamos lá.
    Unbreakable Kimmy Schmidt é uma série de comédia norte-americana criada pela maravilhosa, amor da minha vida ❤ NETFLIX ❤, criada e desenvolvida pela também maravilhosa Tina Fey (Que também aparece como personagem na série) e Robert Carlock, eles são produtores executivos junto com David Miner.
    A série é Estrelada por Ellie Kemper e Tituss Burgess, a trama é sobre uma jovem que é sequestrada por um pastor lunâtico que a aprisiona em um bunker por 15 anos com mais outras três mulheres. As quatro foram vítimas de um fanático religioso que as convenceu de que o mundo havia acabado. Elas são salvas por uma equipe da SWAT e redescobrir o mundo lá fora depois de 15 anos.
    E é ai que a série começa. 
    Ela não quer voltar para sua cidade natal, pois lhe traz lembranças do sequestro, então decide se mudar para Nova Iorque, tentar ser idependente e se tornar adulta. Ela vai morar com Titus, um ator em busca de fama, que se torna seu melhor amigo gay e consegue emprego na casa de uma socialite rica Jaqueline Vorhees.
    A série tem personagens exagerados e absurdos, mas dentro disso tudo ela aborda temas sérios o que faz com que nos indentifiquemos com ela. Já na primeira temporada Kimmy lida com romances, dificuldades financeiras e o trauma de ter vivido 15 anos em um bunker. 

    Vamos então a lista de 7 motivos para assistir Unbreakable Kimmy Schmidt.

    1° A abertura:

    2° Kimmy
    Resultado de imagem para kimmy schmidt

    3° Os personagens:

    3º Titus Andromedon

    4° Corre, Lillian...
    Resultado de imagem para gifs run Lillian Kaushtupper

    5° Tina Fey
    Resultado de imagem para gifs tina fey unbreakable kimmy s

    6° As referências a cultura pop:
    A série é lotada de referências a cultura pop, desde músicas como All about that bass, filmes como Nosferatu, Club dos 5, Frozen, e séries como Friends e Barrados no baile entre muitas outras.

    7° Dá pra fazer maratona:
    Imagem relacionada
    Com episódios de 20 minutos, dá pra maratonar a série em um fim de semana, ela te prende e você dá tanta risada que já fica louco querendo ver o próximo episódio.

    Quem não viu ainda, precisa muito assistir, se você gosta de séries pra te fazer rir do ínicio ao fim, Unbreakable Kimmy Schmidt é o ideal, só tem personagens divertitos e insanos, e quem já assistiu diga ai o que achou.


     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO