• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Porque existo

    "Josielma Ramos"

    Quem é você neste mundo cruel?
    Saberá me dizer,
    Talvez seja mais um mal e pecador,
    Talvez mais um vivendo em meio ao horror.

    O ódio inflama em meu peito,
    Algo que não faz parte de mim,
    Tenho medo,
    Talvez jamais conheça nesse mundo,
    A senhora boa vontade.

    É um mundo triste,
    Com gente medíocre,
    A poluir-te a vida,
    A poluir-te a mente.

    Minha vida é poesia que escrevi,
    Os passos que fui dando,
    Pouco a pouco construindo.

    Minha vida,
    São pedacinhos de sonhos pra se montar,
    São sonhos que pra sempre quero levar,
    Minha vida é poesia.

    Quero que essa seja minha razão,
    Pra querer acordar de manhã,
    Que toda tristeza desapareça,
    Quando um poema eu ler,
    Que todo ódio suma,
    Quando um poema eu escrever.
    Comentários
    0 Comentários

    0 Comentários:

    Postar um comentário



    Visões Poéticas

    Visões Poéticas
    clique para comprar

    Borboletas na garganta

    Borboletas na garganta
    clique para comprar

    ♥ Facebook

    Seguidores

    O que estou lendo!

     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO