• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Fim

    "Josielma Ramos"

    Na solidão da noite _ nessas horas mortas
    Reina a paz e solidão
    Talvez numa nuvem de infinito
    Dormem apenas um coração aflito
    Talvez em algum fio de tear
    Dormem o fim e o destino
    De algum herói que em algum lugar
    Esteja a pelejar.

    Quem os vê não crê,
    Mais não podem negar
    E nem os incrêdulos deixam de acreditar

    Em um herói que por sua vida,
    Já cansou de lutar.
    Comentários
    0 Comentários

    0 Comentários:

    Postar um comentário



     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO