• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Soneto da Morte

    "Josielma Ramos"

    Os sonhos fogem se escondem
    Os olhos choram e alguns riem
    As pessoas? há as pessoas que andem
    E outros que orem

    Se pudessemos fugir!
    Queria andar!
    Poder fingir!
    Poder amar.

    Não sentir este vazio
    Ser feliz!
    Não sentir este frio

    Não quero ser infeliz
    E a ilusão não quero sentir
    Mais espero poder voltar, depois de ir.
    Comentários
    0 Comentários

    0 Comentários:

    Postar um comentário



    Visões Poéticas

    Visões Poéticas
    clique para comprar

    Borboletas na garganta

    Borboletas na garganta
    clique para comprar

    ♥ Facebook

    Seguidores

    O que estou lendo!

     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO