• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Ferida

    "Josielma Ramos"

    Oca e vazia...
    Sem vida.

    Essa sou eu,
    Vivendo a beira da loucura,
    Vivendo assim,
    Sozinha.

    Os meus sonhos te dei,
    Minha vida a você eu dei,
    Tudo aquilo que era meu,
    Agora é seu.

    E mesmo assim,
    Não é o bastante,
    E talvez nunca seja.

    Os meus sonhos morrem,
    Pouco a pouco se vão,
    Meus desejos morrendo,
    Assim como meu corpo,
    Meus olhos e minha vida.

    Talvez seja castigo,
    Por erros que cometi,
    Talvez seja castigo,
    Por coisas que falei.

    O destino é cruel,
    Não te revela o que há por vir,
    Fica sempre a espreita,
    Esperando você se ferir.
    Comentários
    0 Comentários

    0 Comentários:

    Postar um comentário



     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO