• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Entrevista com Bruna Martins

    Olá galera, hoje quero falar de uma amiga muito querida que me deu a honra de dar essa entrevista aqui para o Como Vejo o Mundo, a Bruna é blogueira parceira aqui do blog e esse ano lançou seu primeiro livro, Máquina de escrever pela editora Autografia, vamos conhece-la mais um pouco?


    BIOGRAFIA:
    Bruna Martins, 17 anos, goiana, noiva e com casamento marcado. Autora do livro “Máquina de escrever”, blogueira e que pretende cursar psicologia no próximo ano. Apaixonada pelas palavras, sonhadora, sorridente e que gosta de arriscar.

    GOSTOS:
    Música: MPB, Pop Nacional e Internacional, Country e todos os outros.
    Séries: Nenhuma no momento.

    1.Quando você teve a ideia de escrever seu livro e quanto tempo levou para escrever a história? 
    Com 13 anos, bem novinha, comecei a escrever pequenos textos e frases em papéis, blocos de notas e cadernetas, então, alguns anos depois de tanto escrever descobriram que poderia fazer isso se tornar um livro e, a partir daí isso virou um sonho. Demorei em torno de 1 ano ou menos para escrever o meu livro!

    2.Você tinha o enredo desde o início, ou o livro foi tomando rumos diferentes durante a escrita? 
    Com certeza, o meu livro foi tomando rumos diferentes. Mudei o nome do livro 3 vezes, porque aqueles nomes não me pareciam algo que completasse o que eu queria passar, então, cheguei em “Máquina de escrever”.

    3.Seus personagens foram inspirados em algum conhecido? 
    Como o meu livro é uma reflexão eu não usei personagens, mas a única personagem do livro sou eu mesma, o meu eu, os meus fatos, meus relatos escritos e transcritos em palavras bonitas e que eu acredito que toquem as pessoas por dentro, que as fazem se identificar com o que estão lendo.

    4.Pretende dar continuação a essa história? Se sim, adianta um pouco do próximo livro para gente? 
    Com certeza, essa história ainda vai longe, se Deus quiser. Porém, ainda não tenho nada pronto, estou começando a colocar as ideias em dias. Não dá pra dar alguns spoilers pra vocês, hahaha.

    5.Quais são seus escritores favoritos? Por quê? 
    Não defino escritores preferidos, mas tem alguns que gosto muito, como Carlos D. de Andrade que criou maravilhosos pensamentos para nós.

    6.Quais são as vantagens e desvantagens de ser escritora? 
    A vantagem com certeza é compartilhar seus pensamentos com outras pessoas e receber o carinho de volta. A desvantagem ainda é o pouco reconhecimento da profissão no Brasil!

    7.Quais foram as maiores dificuldades para a finalização desta obra? 
    A mudança de editora e data do lançamento.

    8.Qual foi a parte mais difícil de escrever nesse livro? 
    O capítulo amor. Porque ao mesmo tempo em que o amor investe em coisas fortes e boas, tem seu lado que fere, algumas vezes faz sofrer e machuca corações.

    9.Qual o trecho do seu livro que você mais gosta e por quê? 
    A frase: “Quem escreve descreve a própria história e, minha história será descrita com minhas próprias palavras!”. Porque esta foi a primeira frase que escrevi para o livro e, ela me descreve por inteira.

    10.Além de escritora tem outra profissão, é algo que faz porque gosta? 
    Sim, sou blogueira. Comecei com o blog, Escritora Entre 4 Paredes, antes mesmo de começar a escrever o livro, com o intuito de começar a compartilhar meus textos. E deu certo!

    11.Na sua opinião qual a importância do autor nacional hoje? 
    Não só o autor, mas a escrita e o livro são o que influi uma pessoa desde pequena, desde criança. Sem a leitura não somos nada e, um livro se faz sem um autor.

    12.Já tem em mente sobre o que será a sua próxima obra? 
    Tenho algumas ideias, mas ainda não tenho o tema definido. Aliás, tem pouco tempo que publiquei o meu primeiro e, antes de começar o próximo quero aproveitar ao máximo o meu primeiro filho. Mas, será um romance ou continuarei na mesma linha do “Máquina de escrever”.

    13.Você acha que a pressão é maior na hora de revisar e analisar seu texto, ou prefere que outro profissional faça isso? 
    Fiz uma revisão antes de enviar a editora, mas os detalhes finais eu prefiro que um profissional os faça. Mas, claro, eu participo de todo o processo.

    14.Como faz para organizar seu tempo para que não atrapalhe seu processo criativo? 
    Sinceramente, eu escrevo em qualquer lugar, com barulho, com silêncio, em qualquer horário, não tenho nada planejado ou marcado em tal horário, tal dia. Tudo isso serve de inspiração para mim, mas nada se compara ao meu bom quarto, com aquela playlist ambiente para ajudar a soltar a mente!

    15.Para finalizar, o que você diria para aqueles que estão se aventurando à escrever um livro? 
    Continue, siga em frente, salte da janela se for preciso. Mas, a janela da imaginação, ok? Não vale a pena perder tempo com medo, insegurança ou aquela ideia ou receio de não dar certo. Hoje existem milhões de formas de se publicar um livro, principalmente quando não se publica interessado em dinheiro. Se vier e quando vem é muito bem vindo, mas o principal do livro é a expressão, a realização e o sentimento, que são os princípios satisfatórios mais valiosos para um autor. Arrisca, você consegue! 




    REDES SOCIAIS:

    Espero que tenham gostado de saber mais sobre a Bruna assim como eu, adorei todas as suas respostas, desejamos muito sucesso com o seu livro recém lançado e seus futuros projetos.
    Comentários
    11 Comentários

    11 Comentários:

    1. Olá Jô! Saudade de você moça! Adorei a entrevista. Bacana conhecer a história da Bruna. Desejo muito sucesso ao livro. E que venham muitos outros! Um abraço grande e um beijo no coração de vocês!

      Pensamentos Valem Ouro

      ResponderExcluir
    2. Não conhecia a autora e ameii a entrevista ela é muito fofa!
      Fiquei interessada na obra,
      bjus

      ResponderExcluir
    3. Oláá
      Não conhecia o livro ainda nem a autora mas fiquei curiosa pela leitura e espero poder ler em brev, ótima entrevista, muito legal as respostas da autora.

      Beijos
      http://realityofbooks.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    4. Olá meninas, bem novinha a Bruna e cheia de atitude e inteligência gostei da sinopse do livro e da formar reflexiva como foi definido pela autora, espero ler a resenha! Bjkas

      ResponderExcluir
    5. Oi, tudo bem?
      Não conhecia a Bruna, mas gostei de conhecer.
      Tão jovem e tão decidida!
      Bjs

      A. Libri

      ResponderExcluir
    6. Adorei a Entrevista Jo, não conhecia a autora e achei a capa do livro tão fofa, já anotei a dica, sucesso a autora. beijos

      Joyce
      www.livrosencantos.com

      ResponderExcluir
    7. Oie, Jô!
      Entrevista maravilhosa com a Bruna. Ela é tão novinha e já publicou! Invejinha branca agora. Hahahah Todo o sucesso (e amor com seu futuro marido) do mundo a ela.
      Com carinho,
      Celly.

      Me Livrando || Livre-se você também!

      ResponderExcluir
    8. Hey, tudo bem?

      Não conhecia a autora então fostei bastante dessa oportunidade para conhecer. Muito legal que ela já tenh conseguido publicar sua obra mesmo nova desse jeito. Ainda mais quando levamos em consideração o mercado editorial brasileiro.

      Beijos,
      Dois Dedos de Prosa

      ResponderExcluir
    9. Oie, tudo bom?
      Primeiro quero parabenizá-la pela escolha da capa. Atraente e fofa.
      Bom, ela é uma autora muito nova, mas parece ter muita seriedade no seu trabalho. Espero que a carreira dela cresça cada vez mais e que a criatividade esteja sempre presente na vida dela.
      Beijos,
      http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    10. Achei a capa do livro muito interessante, mas preciso confessar que confundi o nome do livro com outro bem parecido. A entrevista ficou muito bem construida, gostei muito de conhecer a autora, mas ainda não decidi se daria uma chance pro trabalho dela como escritora.

      http://laoliphant.com.br/

      ResponderExcluir
    11. Olá, boa noite!

      Adorei a entrevista e adorei a forma com que a Bruna incentiva as pessoas que desejam escrever, sem preconceitos, apenas incentivando, muito bacana a atitude e diferente dos que se consideram"super autores" e que outros não pode fazer tb. Adorei a simplicidade que ela demonstrou e desejo muito sucesso para o livro já lançado e os futuros livros.

      Beijo!
      Livros & Tal [ http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/ ]

      ResponderExcluir



     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO