• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Porque é assim que a vida é!

    Imagem: We♥it
    "Josielma Ramos"

    Fui programada para ser a mulher perfeita, filha perfeita, esposa perfeita, foi isso que a sociedade designou para mim logo assim que nasci, logo após o médico olhar no meio das minhas pernas e avisar meus pais que era uma menina.
    Que pena! Minha mãe até já tinha escolhido o nome se fosse menino, Rafael.
    -Mas e agora?
    -Que nome escolher?
    -Não tinha me preparado para isso!
    Cresci e a sociedade sempre me impôs o rosa, porque era menina.
    -Ah, mais eu gosto de azul!
    -Cala a boca, coloca esse vestido rosa e senta de perna fechada!
    Seria bem mais fácil se fosse uma calça.
    Tornei-me adolescente, meu corpo começou a mudar, meu seios apareceram e agora eu era objeto de desejo de garotos cheios de espinhas, hormônios em erupção, que nem faziam questão de disfarçar quando olhavam na direção da minha blusa.
    -Olha, ela não usa sutiã!
    Eu ainda não usava sutiã, e foi a primeira vez que tive vergonha dos meus seios, corri para casa e contei para minha mãe.
    -É já tá na hora de comprar seu primeiro sutiã.
    Eu gostava de correr com os meninos da vizinhança, brincar com eles, bater neles, apostar corrida de bicicleta, eu sempre ganhava, costumava usar shorts curtos e confortáveis para brincar, mas ai veio a minha primeira menstruação, só tinha uma tia em casa que me deu o primeiro absorvente, que me explicou como usar, senti cólicas fortes e já não podia ir pra rua brincar.
    -Agora já é mulher, não pode ficar correndo de shortinho curto com os moleques.
    Perdi minha virgindade contra a minha vontade, mais por medo dele não gostar de mim, ainda assim eu fui, agora eu era uma puta.
    -Agora ninguém vai te querer!
    -Quem vai querer casar com você?
    Fui reprimida, obrigada a esconder minha sexualidade, porque mulheres não devem sentir prazer.
    Casei-me, porque alguém me quis mesmo não sendo mais virgem.
    -Não é mulher para casar, ela não é virgem!
    -Já que ele te quis assim mesmo, segura, não deixa fugir!
    -Agora tem que ser dona de casa e com perfeição.
    -Lavar, passar, cozinhar e cuidar bem do marido, dar prazer mesmo que você não tenha.
    -Porque você é mulher e essa é a sua obrigação, então seja boazinha, senão ele te troca por outra viu!
    -Chegou a hora de ter filhos não acha?
    -Está ficando velha, vai ficar pra titia!
    -Todas suas amigas já são mães, só você não!
    -Filhos são bênçãos de Deus!
    -O que? Não quer ser mãe? Você diz isso agora, espera só até você ter um.
    -Porque você não quer ser mãe, quem vai cuidar de você na velhice?
    -Não quer ser mãe? Imagina se sua mãe pensasse dessa forma, você não existiria!
    -Seu marido te largou? Foi porque não soube ser uma boa esposa, não faz nada direito, se fizesse tudo que ele queria não teria sido assim!
    -Agora cala a boca, arruma um emprego e vai trocar a fralda do “seu” filho!
    Comentários
    4 Comentários

    4 Comentários:

    1. Oie amiga linda, tudo bem?:
      Engraçado também estava pensando nisso hoje, o quão somos marionetes, o quanto todos os outros acham que sabem melhor da nossa vida que nós mesmas. O quão somos reprimidas por querer falar abertamente sobre liberdade sexual. Isso me sufoca. Todos querem me casar, e esqueceram de perguntar para mim e para meu namorado se achamos que agora é nossa hora. Me senti representada nesse texto. Beijos minha flor.
      http://sabrinaikeda.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Obrigada Sa, sempre é uma satisfação ler seus comentários a respeito de meus textos, fico feliz por saber que não sou a única a me sentir reprimida, porém fico triste em saber que somos reprimidas e oprimidas.
        obrigada mais uma vez.
        beijos

        Excluir
    2. Oi oi!
      Adorei o texto, mostra a realidade da maioria das mulheres, infelizmente né!
      Mas ainda bem que mesmo sendo jovem eu tomo posição e não me deixo ser usada, faço oque bem entendo, se tiver que dar a cara a tapa eu dou e não quero nem saber, não é por ser mulher que vou me rebaixar pra homens que não honram oque tem no meio das pernas!
      Beijos!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. É isso ai amiga, falou tudo,
        não nos deixemos abater por essa sociedade machista que tenta nos fazer engolir suas moralidades sem se importar se somos pessoas com sentimentos, sonhos e desejos próprios, amei seu comentário.
        beijos

        Excluir



     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO