• Home /
  • Sobre /
  • Contato /
  • Categorias
  • Ingênua


    "Josielma Ramos"

    Tens um ar tão encantador,
    Mais por poucas primaveras já passou,
    Com desejo no olhar,
    Ele fica a encarar,
    A jovem tão formosa,
    Que por ali esta a passar.

    Ela não passa sem brincar,
    Provoca com o olhar,
    A jovem formosa,
    Que apaixonada está.

    Beleza,
    Tão pura e ingênua,
    Jovem,
    Da pele cor do luar.

    Cabelos de prata,
    Caem por suas nuas costas,
    Ao se banhar na luz do dia.

    Ele fica ali,
    A espiar,
    Ela percebe sua presença,
    Mais não se deixa intimidar,
    Pois a jovem,
    Quer amar.
    Comentários
    0 Comentários

    0 Comentários:

    Postar um comentário



     
    Copyright © Como vejo o mundo | Blog | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO